Novo aplicativo de táxi chega a Cuiabá

Ainda este mês, Cuiabá, que já conta com o Uber, deve ganhar mais um aplicativo para transporte: o “Yet Go”

Ainda este mês, Cuiabá, que já conta com o Uber, deve ganhar mais um aplicativo para transporte. Trata-se do “Yet Go”, que tem proposta semelhante ao Uber e promete uma tarifa 40% mais barata que a dos táxis. O aplicativo, que deve ser mais um concorrente para os taxistas e alternativa para os usuários deve, segundo a assessoria da empresa, funcionar ainda neste mês.

Os motoristas já estão sendo cadastrados para participar da plataforma e oferecer os serviços. O Yet Go trabalha com mototáxi, motofrete, táxis e até veículo de luxo. A empresa afirmou que o processo de cadastramento é bem rigoroso. “Realizamos uma pesquisa a respeito do condutor e seu veículo para saber se está apto a dirigir, baseado nos valores e quesitos propostos pela plataforma. O cadastro é realizado por intermédio do aplicativo e o envio de documentações é feito pelo site da plataforma”, confirmou a assessoria.

A empresa confirmou ainda que o valor da corrida é a somatória de uma taxa base (diferente para cada categoria) e duas taxas progressivas (uma para cada quilômetro e outra para cada minuto). “Não trabalhos com taxas dinâmicas, todos esses valores são fixos em qualquer horário do dia”, confirmou.

No termo de uso entre a empresa e o condutor é especificado que na categoria Yet Go Táxi, o valor a ser pago pelo passageiro ao condutor é calculado com base na legislação aplicável em sua região de atuação. Estabelece ainda que nos municípios com mais de 50 mil habitantes, o valor é calculado obrigatoriamente por meio de taxímetro devidamente ajustado e regularizado.

Na categoria Yet GO X, o valor a ser pago pelo passageiro é calculado por um otimizador. Os pagamentos podem ser feitos com moeda corrente, sendo o pagamento realizado diretamente pelo passageiro ao condutor após o término da corrida. O termo de uso diz ainda que o pagamento pode ser realizado com cartão de crédito ou débito de titularidade do passageiro. E ainda pelo próprio aplicativo por meio de instituições parceiras do Yet GO.

O Yet Go está presente nos demais estados do país, com 100 franquias e cerca de três mil profissionais cadastrados. Além dos valores das corridas, cada motorista recebe uma bonificação por cada novo profissional que consegue cadastrar para trabalhar com o aplicativo.

Uber – A maioria dos usuários do aplicativo Uber em Cuiabá tem se mostrada satisfeita com o serviço, que sai mais em conta do que uma corrida de táxi ou mototáxi. O aplicativo, que passou a operar no dia 25 de novembro, na Capital, não teve tanta retaliação dos taxistas, como em outras cidades.

Um dos satisfeitos com o serviço é o ator André D’Lucca. Na rede social, ele diz que usou o Uber e, numa corrida de sua casa ao centro, que geralmente pagaria R$ 25 de táxi, saiu por R$ 8 . Ele diz ainda que, no ano passado, usou muito o táxi e o serviço muitas vezes foi ruim e caro.

“Alguns taxistas se comportam como se estivessem fazendo um favor em nos atender. Soube da confusão que alguns taxistas estão fazendo, agredindo motoristas do Uber, quebrando os carros. Nós cuiabanos merecemos ter esse serviço à nossa disposição. Nós devemos escolher se queremos táxi ou Uber. Chega de máfia”, finaliza a postagem.

Artigo publicado originalmente em: Diário de Cuiabá