Yet Go começa a funcionar em Cuiabá

A empresa Yet Go deve começar a funcionar ainda neste mês de janeiro. O aplicativo, que promete preços mais baratos que os serviços tradicionais com Uber e Táxi, já está cadastrando motoristas.

Na Capital, o aplicativo ainda está fazendo cadastro de motoristas. Em uma semana, mais de 100 profissionais já se cadastraram na plataforma e muito em breve, ela estará disponível aos usuários da cidade.

Segundo a assessoria de comunicação do Yet Go, quem quiser se cadastrar, deve fazer o download do aplicativo pelo celular e seguir as instruções para envio da documentação exigida, como documentos pessoais e do veículo, além do comprovante de “nada consta” em antecedentes criminais.Quando o serviço estiver próximo da implantação, haverá um treinamento com os selecionados.

Além de estar dentro do perfil que a companhia exige, o veículo também deve atender às normas. Para o serviço de transporte comum, o carro deve ter sido fabricado no máximo até 2010, ter quatro portas e ar condicionado. Não há restrição de cor ou modelo de carro.

No serviço de luxo, o veículo deve ter as características do comum, mas com a particularidade de que deverão ser carros sedan e com bancos de couro.

A tarifa prevista para ser cobrada na capital mato-grossense é de R$ 1,7 para o carro comum e R$ 2 com o carro de luxo, a cada quilômetro percorrido.

Quem quiser ser um mototaxista, tem que estar cadastrado junto à Prefeitura de Cuiabá e possuir motocicleta de no mínimo 150 cilindradas. A meta da empresa é começar a operar com ao menos 250 carros e 100 motocicletas até o final do mês.

Outro diferencial do YetGo em relação ao Uber é que além do cartão de crédito, os motoristas também vão aceitar pagamento em dinheiro. A porcentagem da empresa sobre o valor será de 25% no carro comum e 20% no carro de luxo.

MAIS INFORMAÇÕES

O aplicativo foi lançado em novembro e já está disponível para download no Android e Apple Store. O pagamento da corrida pode ser feito no cartão de crédito ou à vista.

Em pouco tempo, seu sucesso como franquia já ultrapassa os limites marcando presença em boa parte das capitais brasileiras com o propósito de ser a melhor plataforma de mobilidade urbana do país, especialmente, considerando-se custo/benefício. O Yet Go já está funcionando nas principais capitais do Brasil, como São Paulo, São Luís, Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília, Belém, Alagoas, Curitiba, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O Yet Go encerrou 2016 com 10 mil usuários cadastrados e mais de 2.000 motoristas.

Segundo Alberto Souza Júnior, fundador e Chefe de Operação Estrutural do aplicativo, a expectativa é que o Yet Go inicie 2017 disponível em 200 cidades brasileiras. “Recebemos um aporte financeiro de 5 milhões de reais, fazendo com que a empresa cresça mais rápido do que o esperado“, comenta.

O Aplicativo tem uma parceria com a Fenamoto (Federação Nacional dos Mototaxistas e Motoboys do Brasil), a qual indica a todos os seus associados à plataforma. Estima-se que exista 5 milhões de associados e que cada profissional realize uma média de 20 corridas diariamente, com uma margem de 100 milhões de corridas por dia no Brasil.

Atualmente, a empresa conta com uma fila de espera de mais de 200 candidatos a franqueados, cuidadosamente cadastrados e selecionados. O principal foco da startup é direcionado ao espírito empreendedor de quem desejar “comprar” a ideia e agregar valor à empresa.

Para fazer diferença e alcançar o sucesso no mercado, a plataforma criou meios diferenciados, que atendem e se comunicam diretamente com o cliente, através de mídias sociais, equipe de criação, suporte 24h, e uma relação direta com o franqueado. “Todas as corridas são monitoradas, a fim de garantir a segurança do motorista e do passageiro”, afirma Alberto.

Além dos carros comuns, a plataforma conta com carros executivos, voltados diretamente para as empresas, chamada de Yet Go Corp que, através de preços diferenciados, diminuem os custos com motoristas e despesas do carro. A medida beneficia o cliente e o motorista, que pode atender a mais de uma empresa. Os usuários do aplicativo também têm à disposição o serviço de mototaxi e motofrete. Esse último, específico para fazer o transporte de documentos e encomendas.

Outro diferencial é que cada unidade franqueada pode criar um sistema e atendimento para motoristas e usuários, como corridas em grupo, tornando-as 10% mais baratas que o valor de um taxi.

Os valores da franquia YET GO começam com R$ 50.000,00 a R$ 300.000,00, variando de acordo com o número de habitantes. O franqueado passa a receber todo o suporte da franqueadora, através dos setores especializados em mídias sociais, criação de arte e divulgação nos meios de comunicação.

O franqueado opera na cidade com autonomia sobre o sistema, sendo todas as ações acompanhadas pela sede com suporte para cada área que a franquia vai atuar. A YET GO se orgulha de ser o melhor atendimento em toda a operação, desde o atendimento aos franqueados e motoristas ao usuários.
A margem de lucros do franqueado é boa, chegando a algo em torno de 30% do faturamento.

A franqueadora separa mais 30% para ações e eventos promocionais, ou seja, em cada unidade a franquia investe 60% do seu faturamento ficando apenas com 40% da receita da unidade, onde arca com toda a despesa de suporte e tributação, sendo assim um grande diferencial para o seu crescimento vertiginoso.

Publicado originalmente em: Gazeta Digital